Extremosa

Extremosa
ᅠEspécieLagerstroemia indica
ᅠGénero➔Lagerstroemiar
ᅠFamília➔Lythraceae
ᅠOrdem➔Myrtales
ᅠSub-classe➔Rosidae
ᅠClasse➔Magnoliopsida
ᅠSub-divisão➔Magnoliophytina (Angiospermae)
ᅠDivisão➔Spermatophyta
ᅠTipo Fisionómico➔Microfanerófito
ᅠDistribuição Geral➔China, Taiwan, Indochina, Bangladesh e Nepal
ᅠNome(s) comum➔Extremosa
ᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠFlor-de-Merenda
ᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠᅠSuspiro
ᅠHabitat/Ecologia➔Ornamental
ᅠÉpoca Floração➔Primavera - Verão

ᅠEtimologia:
➔Lagerstroemia indica (L.) Pers., popularmente conhecido como extremosa, escumilha, resedá ou árvore-de-júpiter
➔É uma planta da família Lythraceae, nativa da República Popular da China e Índia.
ᅠCrescimento da planta:
➔A Lagerstroemia indica é considerada um arbusto ou uma pequena árvore que poderá atingir os 6 metros de altura.
➔O facto de ter um crescimento lento, faz dela uma opção interessante para passeios das cidades, onde dispõem frequentemente de pouco espaço para se desenvolver.
➔Inflorescências espigadas, encontrada em três diferentes tonalidades: rosa, branca ou carmim.
➔Suas flores se formam na ponta dos ramos que foram podados no inverno.
ᅠCultivo:
➔Preparar a cova de plantio com 20 a 30 litros de esterco de gado bem curtido ou 10 colheres de NPK 4-14-8.
➔Adubar no início da primavera com adubo orgânico e farinho de osso, e durante a floração com adubo mineral NPK 4-14-8.
➔Os frutos são globosos, recobertos por espinhos e lenhosos quando maduros.
➔Mantenha o solo sempre úmido, mas não encharcado, principalmente enquanto a planta for jovem, regando dia sim dia não
➔No caso de ausência de chuvas.Depois de adulta, regar no caso de estiagens prolongadas.

ᅠClima:
➔Continental, Mediterrâneo, Oceânico, Subtropical, Temperado, Tropical
➔Para que adquira o porte de uma arvoreta, é necessário fazer podas, cortando todas brotações laterais a medida que a planta for crescendo.
➔Para obter floradas intensas, fazer podas anuais no inverno.
ᅠFactos curiosos:
➔A espécie foi introduzida nos Estados Unidos em 1790 pelo botânico Andre Michaux e é cultivada hoje em dia como árvore ornamental.
➔No Brasil é utilizada amplamente em arborização urbana.
➔Por se tratar de um arbusto conduzido facilmente reproduzido através de estaqueamento, foi tida como panaceia para o plantio em ruas com cabos de eletricidade.
➔Em algumas cidades esta espécie sozinha representa mais de 20 por cento das árvores em via pública.